Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

isi life

vida saudável & receitas

isi life

vida saudável & receitas

Dom | 15.11.15

Paleo Spotlight #2 - Cátia Alves com menos 16 kg

Sara Isidoro
cátiaalvesA Cátia Alves é a nossa segunda estrela no Paleo Spotlight, também ela decidiu alterar a sua alimentação, perder peso e ganhar saúde. A Cátia tem 26 anos, é licenciada em engenharia informática e têm também um blog (AQUI) e canal no youtube (AQUI).Fiquem então a conhecer a história da Cátia e de como ela consegui perder mais de 15 kg. Porque é que sentiste a necessidade de mudar a tua alimentação? Sempre fui magra, a minha vida toda eu era um dos poucos membros da minha família sem qualquer problema de obesidade. Com 1,75m eu pesava cerca de 60kg.Desde o final de 2012 tudo isso mudou, comecei a engordar e em 2 anos cheguei aos 90kg. Eu sabia que tinha de mudar, eu não podia continuar a aumentar de peso assim. O problema estava no facto de eu conhecer todo o trajeto do meu pai na nutricionista. Emagrecia, voltava a engordar, era operado, emagrecia, voltava, da próxima vez já não conseguia emagrecer tanto, até que não emagrecia mais mesmo depois da ultima operação.Em Junho de 2014 eu comecei a mudar a minha alimentação para o tipico light, integral, comer de 3 em 3 horas. Até que em Setembro/Outubro o meu marido tomou conhecimento do livro "Cérebro de Farinha" de David Perlemutter e foi por causa desse livro que cheguei á paleo e finalmente consegui bons resultados seja para mim e até para o meu pai.Que alimentos entram diariamente na tua alimentação e o que é que excluíste de vez da tua dieta?Tudo o que é natural. Tem uma boa nutricionista que fala que comemos "Bichos e Plantas". Normalmente o meu dia começa com ovos, pela sua densidade nutricional, junto com café com óleo de coco e canela. A acompanhar este que é sempre o meu pequeno almoço normalmente tem queijo, bacon e/ou presunto.Ao longo do dia eu como carne ou peixe, legumes, batata doce, oleagenosas, iogurte grego, fruta em quantidade moderada e por vezes mais ovos.Outra coisa que tento fazer é cozinhar os meus alimentos em boas fontes de gordura como é o caso da manteiga, óleo de coco, azeite virgem e banha.Quando sinto fome entre as refeições, ou quando apetece algum snack, eu uso normalmente boas farinhas como farinha de coco, amendoa e polvilho para fazer panquecas, bolos e bolachas que se enquadram dentro dos alimentos permitidos e saudáveis.cátia3De que forma é que esta mudança alterou a tua vida e a da tua família (ou amigos)? Os resultados começaram em mim, fui perdendo peso, as pessoas á minha volta foram reparando e pedindo conselhos.Um dos grandes resultados foi o do meu pai que reverteu a diabetes, mas conto com familiares e amigos que mudaram a sua alimentação por causa do meu exemplo.Hoje em dia não consigo ter uma alimentação diferente. A "fome de doces" praticamente morreu, e quando petisco algum normalmente já não me dá o mesmo prazer que antes.Consegui atingir os meus objetivos sem passar fome e sem grandes dificuldades. E principalmente não só consegui perder o excesso de gordura como tou a conseguir manter.Qual é o teu “truque” para manter um estilo de vida saudável e não “caíres em tentação”? Não precisa de truque. Quando se chega aos 90kg e conseguimos reverter, isso pesa mais que qualquer vontade de doces e pão.A paleo não só nos ajuda a perder peso, mas ajuda-nos a nos libertar do vício do açúcar. Hoje em dia até o meu café é bebido sem açúcar.No inicio eu comecei com "dia do lixo" em que guardava um dia para comer pizza, bolos e outras porcarias, mas com o tempo a necessidade desse dia morreu e hoje só "piso a linha" quando estou com amigos e família nalgum momento especial ou festa. Por vezes sinto saudades de um milka ou ferrero rocher, e ás vezes cedo, compro e como, mas isto é apenas uma excepção.Algo a que tento resistir sempre são os refrigerantes. A quantidade de açúcar presente, a forma como nos fazem beber sempre mais que a conta, o ph de tal forma modificado são factores que fizeram com que eu os erradicasse completamente da minha vida.Se tivesses de convencer alguém a “converter-se” a um estilo de vido saudável (vindo das profundezas do sedentarismo e junk food) o que dirias? Normalmente quando alguém me pergunta eu sempre recomendo a consulta dos trabalhos já feitos por bons profissionais na área, como é o caso o Dr. David Perlemutter, Dr. Souto, Dra. Lara Nesteruk e Patrícia Ayres.Tudo é uma questão de saúde e quando se come para esse fim a perda de peso acompanha o processo. Esquecer a preocupação de "esse alimento vai engordar-me?" e preocuparmo-nos mais com o efeito desse alimento no nosso organismo.Voltar ao que é natural é a chave. Comida sem rótulo, comida de verdade.Cátia Alves Página de Facebook: facebook.com/oblushdeservicoBlog: oblushdeservico.wordpress.com/Youtube: youtube.com/89kattysa89  

2 comentários

Comentar post