Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

isi life

vida saudável & receitas

isi life

vida saudável & receitas

Dom | 17.05.15

1 em cada 3 crianças portuguesas têm excesso de peso... Porquê?

Sara Isidoro
obesidade-infantil-usa-queda-tk-size-598Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) os portugueses ingerem quase 25%* das suas necessidades diárias energéticas na forma de açúcares livres (açúcares que não sejam os naturalmente presentes em frutas, vegetais e leite). O máximo recomendado é de 10%, sendo que o ideal será não ingerir mais do que 5% das nossas necessidades energéticas para que possamos usufruir de benefícios de saúde adicionais. Ao ultrapassarmos estes limites estamos a aumentar os riscos de sofrer de excesso de peso, cáries dentárias, obesidade e muitos outros problemas de saúde.Segundo um estudo efectuado em 2013/2014 pela Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI) 33,3% das crianças entre os 2 e os 12 anos têm excesso de peso. Aqui ficam mais alguns dados**, no mínimo, assustadores:
  • 90% das crianças portuguesas consome fast-food, doces e refrigerantes pelo menos 4 vezes por semana;
  • Menos de 1% das crianças bebe água diariamente;
  • Apenas 2% consome fruta fresca diariamente;
  • Apenas 40% participam em actividades extra-curriculares que envolvam actividade física;
  • As crianças portuguesas passam em média 4 a 7 horas diárias (dependendo do dia da semana) em frente à TV.
 Precisa de sugestões? Aqui ficam algumas bem fáceis de executar.

Substitua isto:

08607_Enlarge 8718 7901796738_a3b94492e8

2013-07-26 09.54.57 2013-07-26 10.25.41 2013-07-26 10.11.21   

por isto:

f0b38da1e21769e5e5a055577ef3c708fruit-infused-water-the-beauty-dept Se têm conhece alguma criança com este problema e precisa de ajuda, acesse ao site: http://www.apcoi.ptNão deixe de ver o vídeo da APCOI:https://youtu.be/HUWZ0EsWoJQ   Fontes:* http://www.who.int/mediacentre/news/releases/2015/sugar-guideline/en/** http://repositorio-cientifico.uatlantica.pt/jspui/bitstream/10884/493/1/8.Relatorio_COSI_INSA.pdf